terça-feira, 4 de setembro de 2012

Obrigada!!!!


Vânia Moreira Diniz

À medida que vivo e caminho nessa estrada pedregosa mais me convenço como são importantes esses passos que acabarão certamente no último dia de minha vida e o que abandonarei aqui, sejam sementes viris ou ervas daninhas.

Deixaremos aqui os germes que plantamos de lucidez e trabalho, algumas obras realizadas e muita intensidade que espero nossos descendentes possam colher com menos sacrifício.
Não me refiro apenas aos acontecimentos valiosos da vida, mas também aos reveses, e nem somente às demonstrações de amizade mas incluo fatos que nos decepcionam.

Fiquei imaginando como a ingratidão, o descaso, a indiferença e até mesmo palavras magoantes de nossos irmãos de caminhada podem nos ajudar nesse aperfeiçoamento. A dor nos leva à maturidade, ao entendimento de nossos próprios defeitos, à compreensão de que precisamos refletir com mais intensidade para que não façamos aos outros o que sentimos em nós.

Por isso estou aqui hoje depois de uma semana de muito trabalho, aflições angústias e também alegrias porque levo muito a sério o que empreendo tal como a minha vida literária, o apoio aos meus colegas escritores e às pessoas que estão precisando de mim.


E isso inclui sorrir a quem está aflito mesmo num momento difícil de nossos passos e jamais manter-me fria frente a qualquer adversidade de meus companheiros, seres humanos com as mesmas potencialidades ou fraquezas que me acometem. Deus queira que consiga realizar pelo menos uma terça parte do que tenho sonhado.

Nesse momento faço um agradecimento diferente mas igualmente sincero à todos aqueles que mantendo-se distante ou até voluntariamente à margem de tudo que possa me acontecer ensinaram-me a resgatar valores esquecidos ou a reconhecer a importância de um gesto, de uma palavra e de um sorriso.

Ensinaram-me também a reconhecer meus próprios defeitos como um reflexo iluminado para que ainda em tempo possa tentar corrigir minhas falhas e cultivar o sentimento de humildade e carinho para com todas as pessoas que me rodeiam sem exceção.

Contemplando meu próprio eu interior percebi o quanto preciso aperfeiçoar-me e simbolicamente não sei quanto tempo me resta para isso.Tenho urgência! Por isso agradeço incessantemente àqueles que em todos os momentos, e foram realmente muito poucos, estiveram à parte quando me viram ansiosa ou passando por uma aflição.

O sentimento de verdadeiro amor universal inclui com distinção esses momentos em que aprendemos que só nós mesmos podemos achar um meio de sobrepujar dores ou desgostos.


É dentro de nós mesmos que encontramos forças que parecem frágeis, mas que, ao contrário são incomensuráveis e esclarecedoras. E quando isso acontece a sensação de paz e suavidade nos torna seres felizes e realizados.

A todos aqueles que demonstraram efetivamente carinho, cumplicidade e apoio eu só posso dizer que foram e são o grande lume a indicar o horizonte que se projeta mais luminoso.

Por esta razão desejo agradecer a todas as pessoas que cruzaram meu caminho de uma forma ou outra, nas alegrias, adversidades, infortúnios ou júbilos e com as quais aprendi lições inimagináveis de sabedoria tentando aperfeiçoar-me e fazendo o possível para que isso tenha me servido de exemplo.
Aos que me dececionaram que foram muito raros ou aos que foram bondosos e afeiçoados em sua imensa maioria o meu muito obrigada.Precisava dizer isso nesse instante que vejo com mais clareza as diferenças que são a razão de um aprendizado verdadeiro e consciente.
Vânia Moreira Diniz





6 comentários:

  1. Vítor Gomes Pinto4 de setembro de 2012 16:33

    Vânia,

    és uma fortaleza e um farol.
    Seguiremos lado a lado ao longo de uma vida que sem dúvida será longa.
    Abraço amigo do
    Vitor

    ResponderExcluir
  2. Querida amiga,
    é um orgulho para mim ter encontrado você no meu caminho. A cada mensagem sua reconheço o quão sábia você é e o quão abençoada são as pessoas que têm a sorte de estar ou fazer parte do convívio com Vânia Moreira Diniz.

    Beijinhos carinhosos,

    Gacy Simas

    ResponderExcluir
  3. Vânia,

    Um belíssimo texto! É nesse instante de reflexão consigo próprio que reavaliamos a vida e amadurecemos. Estamos sempre aprendendo e, assim, cumprimos nosso destino.

    Abs,

    Paccelli.

    ResponderExcluir
  4. Meireluce Fernandes4 de setembro de 2012 16:51

    minha amiga,
    Estavas deveras iluminada, mais que nunca, ao construir este belo texto. Parabéns! Quero estar no meio daqueles que para você dão importância em um gesto, uma palavra ou mesmo um sorriso...
    Meire

    ResponderExcluir
  5. Bravo minha querida Escritora e Poetisa Vânia Moreira Diniz,
    saliento o parágrafo do tx. na íntegra´vem de tua alma que creio conhecer um tanto nestes quase 13 anode de trocas , complicidde, recíroco bem quer.
    "...A dor nos leva à maturidade, ao entendimento de nossos próprios defeitos, à compreensão de que precisamos refletir com mais intensidade para que não façamos aos outros o que sentimos em nós...."
    Sim querida maturidade é agradecer, afirmar a vida em sua totalidade e buscar tornar-se o melhor, o mais próximo do que se deseja ser. Como tu preciosa manamiga tenho urgências. Então MUITO OBRIGADA por compartilhar o que te preenche o espírito, a busca de compressão.

    abraço tua afetuosamente de e para sempre vica virgínia Nhamburgo RS BR vicamf

    ResponderExcluir
  6. Minha nobre amiga e Filósofa Univérsica, Vânia Diniz
    - suas palavras refletem grande maturidade ou, crescente evolução psicomaturacional. Raras são as pessoas que, em busca da evolução, consideram, como partes do processo, os erros e, sobretudo, àqueles que confrontam nossas ações e pensamentos. Comumente, nos registros de nossa história, só figuram êxitos e amigos, sábios, fortes e vitoriosos, relagando-se ao esquecimento quaisquer pensamentos divergentes. Todavia, na realidade, são as dificuldades e confrontações que exigem de cada um de nós apurar nossos valores, forçando-nos à evolução.

    Cumprimento-a pela sábia reflexão!

    Amigo Incondicional
    Mário Carabajal

    ResponderExcluir

Você também poderá gostar de:
Ocorreu um erro neste gadget