segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Meu Horizonte


            Por   Vânia Moreira Diniz

Ando pelos campos do inconsciente,
Freqüento o delicado subconsciente,
Visito meu superego e procuro proteção,
E me detenho no ego contrastante.

E as lembranças silenciosas e amenas,
Perduram e se fixam indelevelmente,
A proteção eu procuro com avidez,
E luto pelos ideais tão sonhados.

Nesse passeio prefiro descansar,
Pairar procurando proteção constante
E para isso peço forças ao meu superego
Na esperança de jamais me conturbar.

Arrebatada pelo dourado horizonte,
Onde encontro cópia de meus sonhos,
Delineio e peço ao subconsciente,
Que não me deixe esquecer esse fascínio.

Encontro então as doces lembranças,

Consigo me fixar no que almejei,
Em momentos de suavidade e devaneio,
E me realizo enfim, doce e extasiada.
Vânia Moreira Diniz

2 comentários:

  1. Virgínia Fulber além mar16 de agosto de 2011 09:50

    Vaninha esplendoroso passeio do interior ao exterior de ti e o retorno a doçura eterna..
    assim te sinto e vejo ao "passear" pela tua Poesia amadamiga!
    De lirismo te revestes minha flor de copacabana . Parabéns!
    abraços com afeto,de tua de sempre grata virgínia vica além mar

    ResponderExcluir
  2. E você deixa extasiadas suas amigas como eu.
    Bjos carinhosos
    Maizé

    ResponderExcluir

Você também poderá gostar de:
Ocorreu um erro neste gadget