sexta-feira, 11 de maio de 2012

Minha Mãe



                                            Minha mãe em várias fases de sua vida
                                                 Clique na imagem para expandi-la
Na penumbra que me faz bem,
Diviso aquele rosto tão amado,
Sei que diariamente ela vem,
E meu coração espera calado.

Nos dias da infância eu relembro,
Seus olhos negros belos e brilhantes,
E ficava ali fascinada, querendo,
O gesto que vinha tão suavemente.

Rainha era na constante altivez,
Seu belo rosto impunha segurança,
E minha alma sofria toda vez,
Que dela me afastava sem esperança.

Vejo sua imagem sempre com saudade,
Os anos passaram e hoje relembro,
Com carinho extremo e muita suavidade,
Os alegres dias festivos de dezembro.

Todas as emoções vividas e rememoradas,
Os risos extravasantes a nos reunir,
As festas alegremente comemoradas,
E os sucessos que estavam por vir. 

Nossos passeios e lanches tão especiais,
Entremeadas pelas conversas vibrantes,
As crianças a pedirem sempre mais,
E a gritaria estridente e nada calmante.

Contemplo hoje minha mãe com amor,
Relembrando sensações de anos passados
E tudo me faz  sentir mágico calor
Nesse dia que traz recordações tão amadas!

                              Vânia Moreira Diniz

2 comentários:

  1. Vânia querida
    Seu poema me deixou emocionada. Parecia que era de minha mãe que você, tão inspirada, falava com saudade. Agradeço-lhe muito.
    Mil beijos da bisavó e avó que não sou e da mãe meio complicada que sou.
    Maizé

    ResponderExcluir
  2. Mana, que poesia linda. Confesso que não pude conter as lágrimas, E, verso a verso, podia reviver aqueles momentos de felicidade tão intensa, dias que a gente sabe que não voltam mais, mas que são como tesouros, em nossos corações. Obrigada mana, por poder me proporcionar estes momentos tão intensos. A montagem ficou ótima e já guardei aqui, Beijo grande e feliz dia da mães.

    ResponderExcluir

Você também poderá gostar de:
Ocorreu um erro neste gadget