segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Viajante

Viajante cheio de vigor e coragem,
Siga e não olhes para trás,
Tudo na vida exige desprendimento,
E tu hás de vencer obstáculos
E ultrapassar inseguranças

No dia que tiveres arrependimento,
E em que a saudade insistente,
Teimosa martirizar seu coração doído,
Verás que o impulso,
Nem sempre compensa.

Viajante destemido,
Que diante de nada se enverga,
Lembrarás com certeza,
 dessa figura que com singularidade,
Te guiou,

Viajante que de cabeça erguida,
partiu rumo a paisagens distantes,
Esperando encontrar arrimo
E sedução em outros mares remotos,
Não desanime,
O que esperas encontrar?

Quando outras mãos suaves
Cruzarem a tua vida e por momentos
Lembrares do prazer saciado
não voltes,viajante,siga o teu caminho.     

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você também poderá gostar de:
Ocorreu um erro neste gadget