quinta-feira, 30 de junho de 2011

Enquanto Espero


Enquanto espero a vitória me consolo,
erguendo meu olhar em direção oposta,
sentindo a vibração que exala e aspirando,
recompondo todos os dias que passaram.

Enquanto espero a felicidade me soergo,
enfrentando a vida que caminha natural,
compreendendo os detalhes me ergo,
e procuro absorver a beleza do momento.

Enquanto espero o doce alívio da saudade,
e meu olhar se perde em tanta imensidão,
admiro os gestos sutis de solidariedade,
fazendo desse exemplo um estandarte.

Enquanto espero a mensagem do futuro,
continuo a me surpreender com o universo,
e revendo todo o deslumbramento me curo,
dos eventuais momentos sem atração.

Enquanto espero o grito brilhante da esperança,
consigo enxergar uma vastidão exuberante,
que se aproxima lenta e com intrepidez avança,
descobrindo em meu coração um abrigo voluntário.

Enquanto espero pela hora infindável de paz,
e sinto que sem ela nada é convincente,
pressinto em minha alma uma sensação audaz,
e acelero meus passos para finalmente alcançá-la.

Vânia Moreira Diniz

3 comentários:

  1. Vânia minha mestramiga querida, quão sábia tua Exuberante Poesia
    a estrofe com a qual mais me identifico e portanto mais emociona-me
    a linda forma com que dizes da força de viver o presente e nele com abertura formatar o futuro;

    "...Enquanto espero a felicidade me soergo,
    enfrentando a vida que caminha natural,
    compreendendo os detalhes me ergo,
    e procuro absorver a beleza do momento. .." Vania M. Diniz

    Congratulações e um afetuoso abraço, tua vica virgínia fulber NHamburgo, RS
    site pessoal http:// vicamf.multiply.com/

    ResponderExcluir
  2. Vânia minha mestramiga querida, quão sábia tua Exuberante Poesia
    a estrofe com a qual mais me identifico e portanto mais emociona-me
    a linda forma com que dizes da força de viver o presente e nele com abertura formatar o futuro;

    "...Enquanto espero a felicidade me soergo,
    enfrentando a vida que caminha natural,
    compreendendo os detalhes me ergo,
    e procuro absorver a beleza do momento. .." Vania M. Diniz

    Congratulações e um afetuoso abraço, tua vica virgínia fulber NHamburgo, RS Br

    ResponderExcluir
  3. Vânia querida
    Caminhar em direção à paz é dever do mundo, mas você o antecipa e demonstra esperança de que aconteça o que nunca aconteceu neste Planeta Terra.
    Lindíssimo poema!!!!!
    Bjos mil
    Maizé
    (Maria Lindgren)

    ResponderExcluir

Você também poderá gostar de:
Ocorreu um erro neste gadget